Mário Quintana

“A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio. Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade. Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as regras, demita-se. Invente seu próprio jogo. Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade”.

Mário Quintana

Anúncios

Não!

Estou aprendendo a dizer ‘não’. Na verdade ainda acho o não muito imperativo, então ainda estou na era do ‘jamais’. É tão complicado usar essa palavra, principalmente quando se dirige a pedidos ou ordens.

Mas vida, deixo-lhe um recado, tenho um não aqui bem guardado comigo e não terei medo de usá-lo, ainda que seje duro, eu o farei.

Ninguém é obrigado a aceitar imposições. Vida, destino, futuro ou seja lá o que for, jamais abaixarei a cabeça e aceitarei tudo que me é imposto. Ainda estou no controle e posso decidir por mim mesma enão  precisarei aceitar tudo que você me traz.

Saberei fazer uso desta palavra quase mágica, capaz de decidir, mudar e até estragar tudo. Com muita cautela, mas de forma decisiva, estou aqui, à frente, de pé. É só um aviso, estou munida de não só um, mas muitos ‘nãos’ e como já disse, não terei medo de usá-los!