Cria vergonha, sua gorda!

Ah..fala a verdade. Porque você está gorda assim? Sério, me responda apenas essa pergunta. Todos sabem que esse blog é um blog meio natureba, tenta ser light de vez em quando e no nada brotam frases inspiradoras…mas sinceramente, se você está circulando por aqui deve ser porque se preocupa com seu peso, sua saúde, ou seja, com sua qualidade de vida. Este post é para confrontamento, estou confrontando a mim mesma, estou confrontando – e enfrentando – você!

Hoje me peguei dizendo a seguinte frase (disse isso logo após ouvir que uma mulher com mais de quarenta anos perdeu 33 kg em 2 mêses – caso verídico mulherada, um caso de superação): ”A quanto tempo eu estou tentando perder os 5 kg que engordei heim…?”

Nesse programa de tv onde vi essa história a família toda era obesa e emagreceu apenas com atividade física e mudança dos hábitos alimentares…mas espera, APENAS não. Teve nisso tudo muita coragem, ânimo, força de vontade e literalmente uma virada. Porque esse negócio de mudar aos poucos pra mim não funciona muito bem não, assim, se realmente estou querendo perder peso preciso me conscientizar de que vai demorar um certo tempo e que não posso comer como antes. Preciso mudar! E se você aí também quer emagrecer, me desculpe, mas se não teve resultados até agora é porque alguma coisa anda muito errada. Tirando fora os hipotireoidismos, uso de corticóides e alguns antidepressivos – e outras doenças que causam aumento de peso, não existe porque não emagrecer.

Somos capazes disso. Mas sabe aonde está sua dificuldade? Não está nos doces ou batatas fritas, e muito menos na ‘hidra’ que existe dentro do seu estômago, mas está na sua cabeça. Está nessa cachola que tem medo de passar fome (por isso come por hoje e por amanhã também), está nesse pensamento de que nunca vai dar certo, ou de que você nunca vai conseguir manter-se magra, está nesse pessimismo, nessa ansiedade sem lógica, está dentro de você.

Mas não precisa mais ser assim, você é uma mulher ou um saco de batatas?

Você sabe aonde se perdeu, sabe também como voltar. Se não sabe, está mais que na hora de criar vergonha na cara e dar início a essa caminhada feliz.

Não estou me comprometendo com o blog, ou com vocês, mas com aquela que se vê gorda no espelho todos os dias, aquela que sofre pra fechar as calças, aquela que ama sorvete mas que ama mais a si mesma.

EU ME AMO, E SIM, ME AMO MUITO MAIS QUANDO ESTOU NO PESO CORRETO, QUANDO MAIS MAGRA. DESCULPE BALANÇA, DESCULPE AÇÚCARES E FRITURAS: FUI SER FELIZ E NÃO VOLTO!  (Dá-lhe Caio F. Abreu)

Anúncios

Correr Emagrece:

Desde que Isaac Newton criou suas leis de movimento – ramo da física que lida com a força exercida sobre objetos e que causa o movimento dos mesmos, as pessoas têm visto a caminhada e a corrida como a aplicação prática de suas leis. Ambas movem o corpo de um lugar para o outro. Uma vez que o corpo não muda – o seu peso continua o mesmo quer você esteja andando ou correndo – ele deve gastar a mesma quantidade de energia para movê-lo, não importando a maneira como você se move. E se essa explicação ainda não foi suficiente, podemos deixá-la mais clara – uma caminhada ou corrida gasta a mesma quantidade de energia, ou, em outras palavras, ambas gastam a mesma quantidade de calorias. Isso, de acordo com Isaac Newton.

Porém, os corredores perceberam há tempo que a caminhada e a corrida produzem resultados diferentes em se tratando de perda de peso. Parece, na verdade, que uma corrida gasta muito mais calorias do que uma caminhada.

Em 2004, um grupo de pesquisadores da Universidade de Syracusa, nos Estados Unidos, trabalhou tentando notificar o que a comunidade de corredores já havia percebido. Um estudo realizado com 24 homens e mulheres que tanto corriam como caminhavam em uma esteira mostrou que a corrida realmente gasta mais calorias. Na corrida os homens gastaram e média 124 calorias enquanto que as mulheres gastaram em torno de 105 (numa distância de 1.600 m). Já durante as caminhadas os homens queimaram em média 88 calorias e as mulheres 74 [fontes: Burfoot, Hall et al].

Peso, energia e calorias

Dê novamente uma olhada nos resultados do estudo da Universidade de Siracusa. Os homens queimaram mais calorias do que as mulheres nos dois segmentos porque eles são mais pesados. Mover um corpo mais pesado requer mais energia, portanto – queima mais calorias. A diferença entre correr e caminhar então está muito mais ligada ao peso já que caminhar requer muito menos movimento do que uma corrida.

Considere o que diz Amby Burfoot, escritor especializado em corrida. Quando caminhamos, mantemos o nível do centro de gravidade e nos impulsionamos levando as pernas para frente, uma de cada vez, dobrando o joelho e levando o centro de equilíbrio um pouco para frente. Correr, por outro lado, é muito mais complexo e envolve muito mais esforço do que uma caminhada. Quando um ser humano corre, ele ou ela se move para frente saltando de um pé para o outro, elevando e abaixando o seu próprio centro de gravidade em cada passada. Essa força que o indivíduo faz para empurrar o chão de modo a mover-se para a frente (e assim também vencer a força da gravidade) é o que explica o fato da corrida queimar mais calorias do que uma caminhada [fonte: Burfoot].

Então, quantas calorias são gastas em uma corrida? Novamente – o peso é o que importa, além de, é claro, a distância que a pessoa percorre e a duração da corrida. A Clínica Mayo usa a seguinte regra geral: um corredor pode calcular a quantidade aproximada de calorias que queima durante uma corrida simplesmente multiplicando o seu peso em pounds (lembre-se que 1 kg é igual a 2,2 pounds) por 0,75. Por exemplo, uma pessoa que pesa 73 kg (ou 160 pounds) queima 120 calorias em uma corrida de 1,6 km. Lembre-se também que a duração e a distância da corrida também afetam o gasto total. Se esta mesma pessoa correr 12,8 quilômetros em uma hora, gastará aproximadamente 986 calorias [fonte: Mayo Clinic].

por Josh Clark – traduzido por HowStuffWorks Brasil

Fonte: http://www.hsw.uol.com.br/